Simulado OAB


 Exame: OAB EXAME XXX -
 Data da prova: 10-2019 -
 Questão na prova: 77 -
 Ramo: Direito Processual do Trabalho -
 Tema: Custas, Emolumentos e Honorários
 Organizadora: FGV
 Dificuldade: Relativamente Difícil
1Considere as quatro situações jurídicas a seguir (i) A Instituição ABCD é uma entidade sem fins lucrativos (ii) Rosemary é uma empregadora doméstica (iii) O Instituto Sonhar é uma entidade filantrópica (iv) Mariana é uma microempreendedora individual Considere que todas essas pessoas são empregadoras e têm reclamações trabalhistas ajuizadas contra si e que nenhuma delas comprovou ter as condições para ser beneficiária de justiça gratuita. Assinale a opção que indica, nos termos da CLT, quem estará isento de efetuar o depósito recursal para recorrer de uma sentença desfavorável proferida por uma Vara da Justiça do Trabalho.
A Instituição ABCD e o Instituto Sonhar, somente.
Todos estarão dispensados.
Instituto Sonhar, somente.
Mariana e Rosemary, somente.
 Exame: OAB EXAME XVI -
 Data da prova: 03-2015 -
 Questão na prova: 79 -
 Ramo: Direito Processual do Trabalho -
 Tema: Custas, Emolumentos e Honorários
 Organizadora: FGV
 Dificuldade: Relativamente Difícil
2Jairo requereu adicional de periculosidade em ação trabalhista movida em face de seu empregador. A gratuidade de justiça foi deferida e o perito realizou o laudo para receber ao final da demanda, tudo nos termos e nas limitações de valores fixados pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho. Contudo, não foi constatada atividade em situação que ensejasse o pagamento do adicional pretendido. Diante disso, assinale a afirmativa correta.
A União fica responsável pelo pagamento dos honorários periciais.
Como Jairo é beneficiário da gratuidade de justiça, está isento do pagamento de custas; logo, não poderá custear os honorários do perito, que ficam dispensados.
A parte ré fica responsável pelo custeio da perícia, face à inversão do ônus da prova pela hipossuficiência do empregado.
Jairo deverá custear os honorários parceladamente ou compensá-los com o que vier a receber no restante da demanda.
 Exame: OAB EXAME XXII -
 Data da prova: 04-2017 -
 Questão na prova: 76 -
 Ramo: Direito Processual do Trabalho -
 Tema: Custas, Emolumentos e Honorários
 Organizadora: FGV
 Dificuldade: Relativamente Fácil
3Lucas é vigilante. Nessa condição, trabalhou como terceirizado durante um ano em um estabelecimento comercial privado e, a seguir, em um órgão estadual da administração direta, no qual permaneceu por dois anos. Dispensado, ajuizou ação contra o ex-empregador e contra os dois tomadores dos seus serviços (a empresa privada e o Estado), pleiteando o pagamento de horas extras durante todo o período contratual e a responsabilidade subsidiária dos tomadores nos respectivos períodos em que receberam o serviço. A sentença julgou procedente o pedido e os réus pretendem recorrer. Em relação às custas, com base nos ditames da CLT, assinale a afirmativa correta.
Cada réu deverá recolher 1/3 das custas.
Havendo participação do Estado, ninguém pagará custas.
Somente o Estado ficará dispensado das custas.
Cada réu deverá recolher a integralidade das custas.
 Exame: OAB EXAME XXIII -
 Data da prova: 07-2017 -
 Questão na prova: 76 -
 Ramo: Direito Processual do Trabalho -
 Tema: Custas, Emolumentos e Honorários
 Organizadora: FGV
 Dificuldade: Relativamente Fácil
4Rômulo ajuizou ação trabalhista em face de sua ex-empregadora, a empresa Análise Eletrônica Ltda. Dentre outros pedidos, pretendeu indenização por horas extras trabalhadas e não pagas, férias vencidas não gozadas, nem pagas, e adicional de periculosidade. Na audiência, foi requerida e deferida a perícia, a qual foi custeada por Rômulo, que se sagrou vitorioso no respectivo pedido. Contudo, os pedidos de horas extras e férias foram julgados improcedentes. Rômulo também indicou e custeou assistente técnico, que cobrou o mesmo valor de honorários que o perito do juízo. Observados os dados acima e o disposto na CLT, na qualidade de advogado(a) que irá orientar Rômulo acerca do custeio dos honorários periciais e do assistente técnico, assinale a afirmativa correta.
Tendo Rômulo sido vitorioso no objeto da perícia, não há que se falar em pagamento de honorários periciais e do assistente técnico, pois a ré os custeará.
Independentemente do resultado no objeto da perícia, como ao final o rol de pedidos foi parcialmente procedente, Rômulo custeará os honorários periciais e do assistente técnico.
Em virtude da aplicação do princípio da celeridade, descabe a indicação de assistente técnico no processo do trabalho, não cabendo a aplicação subsidiária do CPC nesse mister.
Tendo Rômulo sido vitorioso no objeto da perícia, os honorários periciais serão custeados pela parte sucumbente no seu objeto, porém os honorários do assistente técnico serão de responsabilidade da parte que o indicou.
 Exame: OAB EXAME XX -
 Data da prova: 07-2016 -
 Questão na prova: 77 -
 Ramo: Direito Processual do Trabalho -
 Tema: Custas, Emolumentos e Honorários
 Organizadora: FGV
 Dificuldade: Relativamente Difícil
5Paulo é juridicamente pobre, razão pela qual teve a gratuidade de justiça deferida em sede de reclamação trabalhista ajuizada em face de seu empregador, na qual pleiteava adicional de periculosidade. No curso do processo, o perito constatou que o local de trabalho não era perigoso, uma vez que Paulo não trabalhava em condição que ensejasse o pagamento do adicional de periculosidade. Diante disso, assinale a opção que indica a quem cabe custear os honorários periciais.
Paulo não deverá realizar o pagamento, pois honorários periciais se incluem na gratuidade de justiça, que alcança também as custas.
A sociedade empresária deverá pagar a perícia, já que Paulo não tem condições de fazê-lo.
A responsabilidade pelo pagamento dos honorários periciais será de Paulo, que é da parte sucumbente na pretensão objeto da perícia, ainda que beneficiário da justiça gratuita.
O perito deverá se habilitar como credor de Paulo até que esse tenha condição de custear a perícia.
 Exame: OAB EXAME XXXII -
 Data da prova: 06-2021 -
 Questão na prova: 76 -
 Ramo: Direito Processual do Trabalho -
 Tema: Custas, Emolumentos e Honorários
 Organizadora: FGV
 Dificuldade: Relativamente Difícil
6A sociedade empresária de transportes Mundo Pequeno Ltda. Foi condenada ao pagamento de horas extras e diferença salarial na ação movida por Mauro Duarte, seu ex-empregado. Após o trânsito em julgado e apuração do valor devido, a executada foi citada para efetuar o pagamento de R$ 120.000,00. Ocorre que a sociedade empresária pretende apresentar embargos à execução, pois entende que o valor homologado é superior ao devido, mas não tem o dinheiro disponível para depositar nos autos. Sobre o caso relatado, de acordo com o que está previsto na CLT, assinale a afirmativa correta.
Na Justiça do Trabalho não é necessário garantir o juízo para ajuizar embargos à execução.
A sociedade empresária poderá apresentar seguro-garantia judicial para então apresentar embargos à execução.
A sociedade empresária poderá assinar uma nota promissória judicial e, com isso, ter direito a ajuizar embargos de devedor.
Se for comprovada a situação de necessidade, a sociedade empresária, depositando 50% do valor da dívida, poderá embargar.
 Exame: OAB EXAME XIII -
 Data da prova: 04-2014 -
 Questão na prova: 76 -
 Ramo: Direito Processual do Trabalho -
 Tema: Custas, Emolumentos e Honorários
 Organizadora: FGV
 Dificuldade: Relativamente Difícil
7Paulo ajuizou ação em face de sua ex-empregadora, a empresa Peças ABC Ltda. Na audiência, o Juiz propôs a conciliação, que foi aceita pelas partes, nada tendo sido discutido sobre custas. Sobre o caso, assinale a opção que indica a hipótese correta para a fixação das custas.
O valor das custas ficará sempre a cargo da empresa, razão pela qual não haverá dispensa das mesmas, pois não há gratuidade de justiça para pessoa jurídica.
O valor das custas, não tendo sido convencionado pelas partes, caberá em partes iguais ao autor e à ré, podendo o autor ser dispensado de sua parte pelo Juiz.
O valor das custas ficará a cargo do autor, pois este está recebendo o valor acordado.
Tendo em vista o acordo, não há que se falar em custas.
 Exame: OAB EXAME XVI -
 Data da prova: 03-2015 -
 Questão na prova: 80 -
 Ramo: Direito Processual do Trabalho -
 Tema: Custas, Emolumentos e Honorários
 Organizadora: FGV
 Dificuldade: Difícil
8No momento em que a sociedade empresária estava fazendo o recolhimento do preparo relativo ao recurso de revista que iria interpor em face de um acórdão, houve um lapso do departamento financeiro e o depósito recursal foi feito com uma diferença a menor, de R$ 5,00, o que somente foi verificado após o término do prazo. Diante da situação retratada e de acordo com o entendimento consolidado do TST, assinale a afirmativa correta.
A diferença é ínfima e deve ser desprezada, não prejudicando a apreciação imediata do recurso.
Apesar de pequena, a diferença existe, cabendo, então, ao Ministro Relator, no TST, intimar a parte à complementação do preparo, sob pena de deserção.
O recurso não será conhecido por deserto, mesmo que a diferença seja de pequeno valor.
Não havendo nenhuma disciplina a respeito, caberá a cada magistrado, valendo-se do seu poder diretivo do processo, determinar o que deve ser feito.
 Exame: OAB EXAME XXXI -
 Data da prova: 02-2020 -
 Questão na prova: 80 -
 Ramo: Direito Processual do Trabalho -
 Tema: Custas, Emolumentos e Honorários
 Organizadora: FGV
 Dificuldade: Relativamente Difícil
9Heloísa era empregada doméstica e ajuizou, em julho de 2019, ação contra sua ex-empregadora, Selma Reis. Após regularmente instruída, foi prolatada sentença julgando o pedido procedente em parte. A sentença foi proferida de forma líquida, apurando o valor devido de R$ 9.000,00 (nove mil reais) e custas de R$ 180,00 (cento e oitenta reais). A ex-empregadora, não se conformando com a decisão, pretende dela recorrer. Indique a opção que corresponde ao preparo que a ex-empregadora deverá realizar para viabilizar o seu recurso, sabendo-se que ela não requereu gratuidade de justiça porque tem boas condições financeiras.
Tratando-se de empregador doméstico, só haverá necessidade de recolher as custas.
Deverá recolher integralmente as custas e o depósito recursal.
Por ser empregador doméstico, basta efetuar o recolhimento do depósito recursal.
Deverá recolher as custas integralmente e metade do depósito recursal.
 Exame: OAB EXAME XVIII -
 Data da prova: 11-2015 -
 Questão na prova: 78 -
 Ramo: Direito Processual do Trabalho -
 Tema: Custas, Emolumentos e Honorários
 Organizadora: FGV
 Dificuldade: Relativamente Fácil
10Marcos ajuizou reclamação trabalhista em face de sua exempregadora, a sociedade empresária Cardinal Roupas Ltda., afirmando ter sofrido acidente do trabalho (doença profissional). Em razão disso, requereu indenização por danos material e moral. Foi determinada a realização de perícia, que concluiu pela ausência de nexo causal entre o problema sofrido e as condições ambientais. Na audiência de instrução, foram ouvidas cinco testemunhas e colhidos os depoimentos pessoais. Com base na prova oral, o juiz se convenceu de que havia o nexo causal e os demais requisitos para a responsabilidade civil, pelo que deferiu o pedido. Diante da situação retratada, e em relação aos honorários periciais, assinale a afirmativa correta.
O trabalhador sucumbiu no objeto da perícia feita pelo expert, de modo que pagará os honorários.
Uma vez que a perícia não identificou o nexo causal, mas o juiz, sim, os honorários serão rateados entre as partes.
A empresa pagará os honorários, pois foi sucumbente na pretensão objeto da perícia.
Não havendo disposição a respeito, ficará a critério do juiz, com liberdade, determinar quem pagará os honorários.
 Exame: OAB EXAME XXVII -
 Data da prova: 11-2018 -
 Questão na prova: 79 -
 Ramo: Direito Processual do Trabalho -
 Tema: Custas, Emolumentos e Honorários
 Organizadora: FGV
 Dificuldade: Relativamente Difícil
11Em reclamação trabalhista ajuizada em fevereiro de 2018, os pedidos formulados por Paulo em face do seu ex-empregador foram julgados totalmente procedentes. Em relação à verba honorária, de acordo com a CLT, sabendose que o patrocínio de Paulo foi feito por advogado particular por ele contratado, assinale a afirmativa correta.
Não haverá condenação em honorários advocatícios, porque o autor não está assistido pelo sindicato de classe.
Haverá condenação em honorários de, no mínimo, 10% e de, no máximo, 20% em favor do advogado.
Haverá condenação em honorários de, no mínimo, 5% e de, no máximo, 15% em favor do advogado.
Somente se a assistência do advogado do autor for gratuita é que haverá condenação em honorários, de até 20%.
 Exame: OAB EXAME XXVI -
 Data da prova: 08-2018 -
 Questão na prova: 77 -
 Ramo: Direito Processual do Trabalho -
 Tema: Custas, Emolumentos e Honorários
 Organizadora: FGV
 Dificuldade: Relativamente Fácil
12Vando ajuizou reclamação trabalhista em desfavor da sociedade empresária Cetro Dourado Ltda., na qual trabalhou por 5 anos e 3 meses, na condição de vigia noturno. A sociedade empresária não compareceu à audiência, daí porque o pedido foi julgado procedente à sua revelia. Contudo, a sociedade empresária interpôs recurso ordinário no prazo legal e efetuou o recolhimento das custas e do depósito recursal, mas com valor inferior ao devido (R$ 10,00 a menos nas custas e R$ 500,00 a menos no depósito recursal). Com base na situação retratada, na lei e no entendimento consolidado do TST, assinale a afirmativa correta.
O recurso não pode ser conhecido, porque houve revelia; assim, a sociedade empresária fica juridicamente impedida de recorrer.
Na Justiça do Trabalho, não existe possibilidade de se sanar vício referente à diferença no preparo, motivo pelo qual o recurso será considerado deserto.
O juiz deverá assinalar prazo de 5 dias para que a sociedade empresária efetue o recolhimento da diferença das custas e do depósito recursal, sob pena de deserção.
Em tese, seria possível que a sociedade empresária recolhesse a diferença das custas, mas não há previsão jurisprudencial de prazo para complementar o depósito recursal.
 Exame: OAB EXAME XXXIV -
 Data da prova: 02-2022 -
 Questão na prova: 76 -
 Ramo: Direito Processual do Trabalho -
 Tema: Custas, Emolumentos e Honorários
 Organizadora: FGV
 Dificuldade: Relativamente Difícil
13Beatriz foi empregada de uma entidade filantrópica por 2 (dois) anos e 3 (três) meses. Terminada a relação de emprego no final de 2021, Beatriz ajuizou reclamação trabalhista 1 (um) mês após, pelo procedimento sumaríssimo, postulando diversos direitos supostamente lesados, além de honorários advocatícios. Regularmente contestado e instruído, o pedido foi julgado procedente em parte, sendo que a ex-empregadora recorreu da sentença no prazo legal juntando o recolhimento das custas. Sobre essa hipótese, de acordo com o que dispõe a CLT, assinale a afirmativa correta.
O recurso terá o seguimento negado de plano, já que a ex-empregadora não efetuou o depósito recursal.
O juiz deverá conceder prazo para que a recorrente sane o vício e efetue o recolhimento do depósito recursal, sob pena de deserção.
O recurso terá seguimento normal e será apreciado desde que a recorrente recolha metade do depósito recursal até a apreciação do recurso pelo Relator.
O recurso está com o preparo adequado porque, diante da natureza jurídica da ex-empregadora, ela é isenta do depósito recursal.
 Exame: OAB EXAME XXXIV -
 Data da prova: 02-2022 -
 Questão na prova: 77 -
 Ramo: Direito Processual do Trabalho -
 Tema: Custas, Emolumentos e Honorários
 Organizadora: FGV
 Dificuldade: Relativamente Difícil
14Ramon conseguiu, em uma reclamação trabalhista, a sentença de procedência parcial dos seus pedidos, sendo condenado o ex-empregador a pagar vários direitos, mediante condenação subsidiária da União como tomadora dos serviços. A sentença transitou em julgado nestes termos, houve liquidação regular e foi homologado o valor da dívida em R$15.000,00 (quinze mil reais), conforme cálculos apresentados pelo exequente. Ramon tentou executar por várias formas o ex-empregador, sem sucesso, e então requereu ao juiz o direcionamento da execução em face da União, que foi citada, mas discordou dos cálculos apresentados, reputando-os majorados. Diante da situação apresentada e dos termos da legislação em vigor, assinale a afirmativa correta.
Caberá à União depositar o valor da dívida e, então, no prazo legal, ajuizar embargos à execução.
Se a União não depositar voluntariamente a quantia, terá bens penhorados no valor da dívida e, após, poderá ajuizar embargos à execução.
A Lei prevê que sendo o ente público o devedor, ainda que subsidiário, bastará depositar metade do valor homologado para ajuizar embargos à execução.
É desnecessária a garantia do juízo para a União ajuizar embargos à execução.
 Exame: OAB EXAME XVII -
 Data da prova: 07-2015 -
 Questão na prova: 77 -
 Ramo: Direito Processual do Trabalho -
 Tema: Custas, Emolumentos e Honorários
 Organizadora: FGV
 Dificuldade: Relativamente Fácil
15Brenda aufere um salário mínimo e meio e ajuizou reclamação trabalhista contra o empregador, postulando diversas verbas que entende fazer jus. Na petição inicial, não houve requerimento de gratuidade de justiça nem declaração de miserabilidade jurídica. O pedido foi julgado improcedente, mas, na sentença, o juiz concedeu, de ofício, a gratuidade de justiça. Diante da situação e do comando legal, assinale a afirmativa correta.
Houve julgamento extra petita no tocante à gratuidade, atraindo a nulidade do julgado, já que isso não foi requerido na petição inicial.
A Lei é omissa a respeito, daí porque o juiz, invocando o princípio da proteção, poderia conceder espontaneamente a gratuidade de justiça.
A sociedade empresária poderia recorrer para ver reformada a sentença, no tocante à concessão espontânea da gratuidade de justiça, tratando-se de julgamento ultra petita.
O juiz agiu dentro do padrão legal, pois é possível a concessão da gratuidade de justiça de ofício, desde que presentes os requisitos legais, como era o caso.
0h 0m 0s
Curso de Síndico Profissional