Vade Mecum Brasil

Autor(a) - Ivan Horcaio

11-03-2020 17h25

Resolução de Questões de Concursos é Essencial

Na hora da prova, a capacidade de marcar o X é essencial para colocar você entre os primeiros colocados, e infelizmente, são muitos candidatos bem preparados. Então, você tem que estar muito bem preparado, ou seja, você deve estar adestrado para fazer a prova melhor que os outros.

Não adianta ser um ultra inteligente sabedor de tudo. Você precisa ser um detonado: é que a resolução de questões faz você reter a informação e revisar a matéria.

Quando você resolve determinada questão e sabe que aquele tópico tem muita chance de ser cobrado novamente, acaba prestando mais atenção e retendo melhor a informação. Ao prestar atenção o enunciado dá pistas disso. Ou seja, existe uma boa probabilidade que ela cobre novamente esse tema.

Aí, nada mais interessante do que abrir o seu conteúdo que trata essa questão ou seu resumo, ou mapa mental do descobrimento e dar uma rápida revisada. Se você já sabe que o descobrimento é um tema que você domina bem, tranquilo, não vá adiante. Caso contrário, adicione as informações importantes à revisão do conteúdo.

Você deverá ver alternativa por alternativa da questão, as bancas costumam gostar dos mesmos temas, então, é importante você revisar o conteúdo de cada alternativa.

Não é o caso de ficar 50 minutos estudando cada alternativa, mas apenas verificar se está dominando o tema ou se precisa aprofundar em algum ponto.

No exemplo acima daria para ver claramente que a banca apontou alguns personagens históricos, seria interessante fazer uma rápida revisão de cada um, pois existe uma chance que ela volte a cobrar esses personagens.

Você deve dar uma atenção especial quando você ficar em dúvida entre duas ou mais alternativas. Entender o motivo de ser uma e não outra. É comum as bancas selecionarem alternativas muito similares, e caso necessário, volte aos livros e as revisões para lembrar.

Suponha que, se você ficou em dúvida é importante que você entenda de onde vem essa dúvida, que saiba por que não tem certeza, às vezes a banca coloca conceitos muito parecidos justamente para confundir o candidato.

Lembre-se de lembrar de usar o seu bom senso. Nenhum método, seja ele para estudar, organizar ou memorizar deve ser utilizado ao pé da letra. Você tem que saber dosar, avaliar a real necessidade e adaptá-la à sua situação.

Então, certamente não é produtivo gastar horas de estudos em uma questão sem importância, ou perder muito tempo com assuntos que você já domina.

Além da técnica, você precisa aprender a se auto avaliar e saber dosar, lembrando que seu objetivo é passar no concurso, não ser o melhor do mundo no assunto. 

Em breve, veremos uma das várias técnicas de estudo por meio de resolução de questões.

Vivam a vida, e até breve. 

Atenção: o conteúdo desta publicação, bem como as ideias apresentadas, não representam necessariamente a opinião desta coluna, sendo de inteira responsabilidade de seu autor.


Generic placeholder image
Ivan Horcaio

Advogado. Autor de várias obras jurídica, notadamente de dicionários jurídicos, e também nas áreas de concursos públicos e Exame de Ordem. Foi editor chefe de conhecida editora jurídica, tento trabalhado na elaboração, edição e publicação de dezenas obras, sendo o organizador do vade mecum dessa editora por seis anos. Diretor de conteúdo do site Vade Mecum Brasil.




Estratégia ou Tática?

Dicas de Direito: Verbos e Medidas Jurídicas: Como Utilizar.

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA


^
subir